segunda-feira, 30 de maio de 2016

Happy pills

Semana passada perdi um amigo muito querido de uma maneira muito estúpida, isso, é lógico mexeu muito comigo, muito mesmo, eu fiquei tão abalada e chocada que eu ainda não sei definir como estou me sentindo.
Morte é sempre um momento que faz com que mergulhemos em profunda reflexão, aquelas coisas de sempre, devemos sempre dizer às pessoas o que queremos dizer porque nunca sabemos qual vai ser a próxima vez que vamos falar com ela, que devemos abraçar sempre as pessoas de quem gostamos pois nunca sabemos quando a vamos ver novamente e, sobretudo, que devemos ajudá-la, temos que ser influências positivas às pessoas que nos cercam, temos que ajudá-las e tentar evitar que elas sigam pelo caminho errado, para que depois, aconteça uma desgraça e nos lamentemos. Sei que nem sempre poderemos evitar isso, mas teremos a consciência de que fizemos algo por essa pessoa querida.
Fiz muito pra ajudar esse meu amigo, mas não foi o bastante, hoje já não basta lamentar e sentir esse vazio que sinto pela sua perda, existe um longo caminho na pós vida, sobretudo pessoas que viveram uma vida com numerosos erros e infortúnios,  acredito que eu, conhecedora da doutrina espírita, deva usar esse conhecimento para poder ajudar esse momento de transição do seu espírito pois sei que é muito doloroso pra quem fica, mas pode ser muito mais para quem parte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário