terça-feira, 23 de julho de 2013

até parece que você já tinha, o meu manual de instruções

Hoje eu parei pra pensar no quanto eu gosto desse teu jeitinho e como do nada você conseguiu se tornar tão importante, e me fazer um bem inexplicável; gosto tanto de ficar perto de ti, de te abraçar (e de te beijar, e te morder e te arranhar), de dormi com as tuas roupas e sentir o teu cheiro, ou sem elas do teu lado. Gosto muito das nossas conversas, sejam elas sérias e tensas ou idiotas e sem sentido, gosto de ficar quietinha deitada na tua cama vendo tv enquanto tu dorme, gosto de dormir abraçada em ti (não existe forma de me sentir mais segura), gosto de quando você faz as coisas exatamente como eu gosto (e eu ainda não consegui entender como você consegue adivinhar tudo) quando você sabe o que fazer na certa, o que falar quando eu preciso ouvir, onde tocar no momento certo e da forma certa. É incrível a forma como a gente consegue se entender e um saber exatamente o que o outro quer.
Tão assim do nada, tornou-se tão importante que já nem imagino sem, às vezes a vida é assim, quando a gente menos espera, da forma que a gente menos imagina, aparece a melhor pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário